Impressões sobre o D-Fuse

Mike Faulkner – Projeções, criações audiovisuais e live VJing
Matthias Kispert – Composição e produção sonora. DJ Set na festa de encerramento.

O D-Fuse é um coletivo de artistas audiovisuais baseado em Londres, que usam tecnologias emergentes criativas para explorar questões sociais e ambientais. Fundado em meados dos anos 90 por Michael Faulkner junto à outros artistas interdisciplinares. O coletivo explora seus trabalhos através de diversas mídias, como multi-telas, documentários experimentais, fotografias e instalações audiovisuais arquitetônicas.Amplamente reconhecido como pioneiros da cultura audiovisual, Mike editou o livro VJ: Audiovisual Art + VJ Culture em 2006 que praticamente estabaleceu a cultura até então estranha do VJ e performances que passaram a utilizar a carga visual como material de apoio e como objeto principal, até então inéditos nos meados da década de 90 e estabelecidos desde então.

A performance tinha como base a tecnologia da holografia produzida a partir de dois tecidos vuais cuidadosamente alinhados paralelamente, cada qual com um projetor independente gerando o conteúdo de imagem que, quando sobrepostas, criavam a ilusão ótica tridimensional. A música era totalmente sincronizada ao vídeo da apresentação, reagindo naturalmente com as formas por Mike Faulkner.

Tekton foi a segunda apresentação do D-Fuse no Multiplicidade, desta vez contando com o produtor sonoro e compositor austríaco Matthias Kispert, como responsável pelo áudio criado ao vivo para a apresentação. A trilha tinha enorme influência do club e do techno, ritmos estes que marcaram tanto o final dos anos 80 e início dos anos 90 em Londres, com batidas cadenciadas e influências musicais feitas como camadas sonoras sobrepostas, criando quase uma viagem ao espírito do início do movimento audiovisual inglês.

A participação do D-Fuse foi além de somente a performance no Teatro, passando a uma ocupação do Oi Futuro como um todo. Externo ao teatro, estava exposto seu trabalho Pathways: Kings Cross, e no primeiro andar, Matthias Kispert comandou a festa de encerramento do ano, em um clima mais descontraído e dançante para mais de 100 pessoas presentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>