Mindscapes no Festival Multiplicidade

MULTI_02a_BLOG

“Vemos com os olhos, mas também vemos com o cérebro, e ver com o cérebro é o que comumente chamamos de imaginação. Estamos familiarizados com as paisagens da nossa imaginação, nossos inscapes, vivemos com eles por toda a vida”… 
Oliver Sacks (ted.com, 2009)

A série Mindscapes é um trabalho multidisciplinar  do artista Fernando Velázquez, que inclui vídeos, metacrilatos, uma instalação interativa e uma performance audiovisual onde se explora a ideia de paisagem relacionada à atividade cerebral.

Mais do que buscar uma literalidade, a pesquisa recorre a algoritmos generativos para especular a respeito dos processos, fluxos e relacionamentos entre os diversos dispositivos e sistemas que nos conformam, e influenciam o modo como percebemos o mundo, construímos o conhecimento e articulamos memórias.

Esse conjunto de obras transmídias refletem metaforicamente a respeito da atividade cerebral. Por trás dos fenômenos bio-químicos que acontecem no cérebro no nível físico, existe uma outra camada semántica, complexa e rizomática, relacionada com a forma como percebemos o mundo, e construímos e acionamos a memória e o conhecimento. O material é gerado em tempo real a partir de processos generativos programados em softwares específcos.

Falando sobre atividade cerebral, esse é um daqueles fenômenos invisíveis, como a gravidade, que alimenta a vida como nós a conhecemos sempre tão discreta.

É impossível a um ser humano entender quando suas sinapses cerebrais começam a disparar, mas certamente isso pode ser sentido através de resultados como idéias e outras manifestações como fala e mobilidade acontecer.

callout_velazquez

Fernando Velázquez decidiu traduzir esta força de vida invisível em imagens, investigando o que está por trás dos fenômenos bio-químicos que ocorrem no cérebro em um nível físico. “Não há outra camada semântica, muito complexa e rizomática, relacionado com a forma como percebemos o mundo, e construir e provocar a memória e conhecimento”, diz ele em seu site.

Através de algorítimos previamente captados de atividades cerebrais do artista, Fernando transforma esses números em imagens e paisagens digitais impressionantes, utilizando a mesma força para gerar um conteúdo de áudio em tempo real.

Cada input cerebral capturado gera uma frequência sonora comandada pelo artista, assim como uma paisagem de formas e cores harmonicamente regidas de acordo com a vontade de criador, totalmente ao vivo.

multi 02 2013

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>